quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

A Candidata


Serena: Nós não podemos ficar paradas diante dos desmandos de D. Odeth; ela é dona da escola, presidente da associação mas existem leis que asseguram nossos direitos!
Anne: Justamente! Já falei com o presidente do nosso sindicato e solicitei uma reunião para ele nos orientar.  

Serena: A primeira dama é uma dondoca sem noção que só está interessada em se autopromover nas redes sociais. O que aquela mulher entende de educação...???!!!
Anne:  Pois é. Nós precisamos de alguém mais engajado nos problemas educacionais; precisamos de alguém que represente a pauta da educação, que se preocupe com o desenvolvimento intelectual das crianças e adolescentes!
Amelie: Aonde você estava, garota? Já estava preocupada...! Acho melhor você voltar pra sua casa pois não quero problema com o prefeito da cidade e muito menos com sua mãe, que faz questão de demonstrar que não aprova sua amizade com os meus filhos!
Kimberly: Tinha ido do outro lado da rua, fui à casa da Priscy.
Amelie: Tou indo a uma reunião mas não devo demorar. E pense no que acabei de te falar sobre sua mãe não gostar quando você vem pra cá...
Kimberly: Não esquente não, D. Amelie. Pode deixar que eu me entendo com minha mãe. Ela está mais preocupada com os chás beneficentes dele do que com quem eu estou e onde eu estou dormindo!
Elle: Querido, você sabe que eu não concordei com o retorno de nossa filha. Eu preferia que ela tivesse continuado estudando no exterior. A escolas daqui não estão no nível dela; os professores não estão a sua altura!
James: Sim, eu sei e te entendo. Mas você deve pensar um pouco em minha carreira política. Eu quero me reeleger e preciso valorizar a cidade da qual sou prefeito,preciso valorizar a rede de ensino local; tenho que dar o exemplo e mostrar que confio na educação de meu município e por isso meus filhos estudam aqui!
Elle: Nosso caçula estudando por aqui já era o suficiente para esse seu propósito.
James: Elle, querida, você precisa mudar de atitude; precisa se mostrar mais confiante nas instituições de NewCrest, afinal você agora é a presidente da Associação Educacional, esqueceu?
Elle: Não precisa tanto assim. Basta eu fazer uns eventos a fim de arrecadar fundos para investir naquele monte de aluno morto de fome, que já será o bastante!
Amelie: Meninas, desculpem o atraso. Tive um contratempo pois tou com visita em casa. Ontem a Kimberly dormiu lá em casa. Ela e Sanny são amigas desde criança; desde a época em que eu era faxineira na casa dos Cannon!
Serena: Ela não estava estudando no exterior?
Anne:  Lembro que foi "deportada" pra estudar fora ainda bem pequena. Nem lembro mais dela direito.
Amelie: Voltou, voltou sim e irá estudar conosco, segundo ela mesma contou pra Sanny.  

Anne: Sim, Ianne, então...O qual a sua opinião sobre a nova presidente? 
Ianne: Bem, como todas vocês já sabem eu nunca me dei muito bem com Elle...
Serena: Pois é... São rivais desde adolescentes...
Amelie: Penso que a questão não é nem essa antipatia que há entre as duas; a questão é que a primeira-dama é uma mulher muito fútil e sem qualificação para presidir nossa associação!
Serena: Justo! Sem falar que a sua indicação foi feita de uma forma totalmente fora da lei!
Amelie: Mas o que nós poderemos fazer de modo que não coloque nosso emprego em risco? D. Odeth é a dona da escola e, portanto, nossa empregadora!
Anne: Sim. Ela é dona da escola mas nós, enquanto funcionárias e membros da associação, também temos nossos direitos.
Serena: Então o que iremos fazer a respeito?
Amelie: A meu ver devemos exigir que se faça uma eleição, conforme prevê o regimento interno, e que nós indiquemos um candidato que nos represente. E eu penso que nossa candidata deve ser a Ianne!
Serena: Eu concordo com você, Amelie. Ianne sempre foi muito preocupada com a educação de NewCrest.
Anne: Sim, sim...Ianne, lembra daquele ano em que você liderou a organização do acampamento de férias para os alunos com dificuldade de socialização?
Amelie:  E o trabalho voluntário que ela fez naquela creche de crianças sequestradas e abandonadas pelas babás...?
Ianne:  (pensando) - Gente do céu...De quem elas estão falando...? Logo eu que nunca fui com a cara da escola; que nunca me dei muito bem com os livros...?

domingo, 29 de janeiro de 2017

O Comunicado



Roselyn: Mamãe, desculpa mas não sei se a indicação será a melhor forma de escolher a nova presidente da associação...
Odeth: E qual seria o melhor critério, o hereditário, que passa de pai pra filho,  no caso, de mãe pra filha? Se eu resolvesse passar a função pra você, seria criticada do mesmo jeito. E além do mais essa escola é minha e eu faço o que eu quiser!


Mônica: A Amelie tem toda razão; isso tá um desrespeito absurdo. Essa reunião já tá atrasada há mais de 50 minutos!
Rachel: Com certeza dona Odeth teve algum imprevisto pois ela é conhecida por sua pontualidade.
Mônica: E pra completar nem a pauta da reunião temos!
 Odeth: Vocês duas vão se encaminhando pra sala da diretoria e acalmem as demais, que certamente já estão reclamando do meu atraso. Eu tenho uma questão pra resolver antes da reunião.
Roselyn: Por favor, mamãe, não se demore muito porque ninguém suporta esperar por tanto tempo.


Serena: E eu e a Ianne achando que íamos chegar atrasadas. Quer dizer que a presidente ainda não chegou? O que aconteceu, tá doente, é?
Mônica: Eu tou já fazendo igual a Amelie e indo embora!


Elle: Olá Ianne, há quanto tempo...! Faz um bom tempo que não te vejo nos chás beneficentes.
Ianne: Eh...Ando meio sumida mesmo...


Ianne: Sim, essa reunião vai começar quando mesmo...?
Rachel: Roselyn, sua mãe não veio com vc, não? O pessoal tá impaciente de tanto esperar; inclusive a Amelie já foi embora e a Mônica está ameaçando ir também.
Elle: Se começarem ir embora não teremos quarum pra reunião!!!


Roselyn: Mas creio que o assunto que trataremos hoje não exigirá quorum, tendo em vista que será apenas um comunicado.
Rachel: Comunicado...?
Ianne: Como assim? Nos chamaram aqui apenas para dar um comunicado...?



Anne: Boa tarde, dona Odeth. Eu já estava indo pra sala da diretoria participar da reunião...
Odeth: Quero falar com você antes da reunião; quero pedir o seu apoio, enquanto representante do sindicato.
Anne: Apoio? Que tipo de apoio? Por falar em apoio eu também tou querendo falar com a senhora acerca da liberação das verbas para a construção de uma sala para os professores; não é possível que nós tenhamos que ficar pelos corredores ou nos bancos do pátio nos momentos de intervalo...


 Odeth: Não tenho tempo pra tratar disso agora; depois marcaremos uma reunião! Agora eu quero contar com seu apoio em relação a um comunicado que estou prestes a fazer; irei indicar Elle como minha sucessora na associação. Eu vim falar com vc como uma mera formalidade pois tenho certeza que poderei contar com sua colaboração, pois você sabe que a construção da sala dos professores é uma de minhas prioridades para esse ano. Vamos, vamos à reunião pois já estou mais que atrasada!
Anne: Mas dona Odeth...


Roselyn: Eu sabia que o pessoal não ia receber bem essa história de comunicado. E será pior quando souberem qual é o comunicado...
Elle: Querida Rose, é impressão minha ou vc não está satisfeita com minha indicação para a presidência...? Tudo bem que vc é filha dela e certamente esperava ser vc a indicada, mas penso que sua mãe está pensando numa pessoa com mais traquejo social.
Roselyn: É impressão sua, Elle. Todo mundo sabe que nunca foi minha pretensão ser presidente da associação. A função de vice diretora da escola já me basta!

 Rachel: Ah dona Odeth, que bom que a senhora chegou. Já tava todo mundo inquieto e querendo ir embora!
Odeth: Não há motivo pra alvoroço, pois já estou aqui e serei breve e direta. Chamei vocês aqui pra comunicar que Elle, a nossa primeira-dama,será a nova presidente da associação.
Ianne: Mas a senhora não poderia comunicar essa parada por e-mail, não? Ou melhor, poderia ter criado um grupo no whats pra dar esse comunicado. Precisava fazer todo mundo vestir essa roupa verde e laranja e vir aqui pra saber que a associação tem uma nova presidente?

Anne: Mas dona Odeth, esse tipo de indicação infringe o estatuto da associação, segundo o qual o presidente deve ser eleito!
Mônica: Sim. Isso é uma arbitrariedade de sua parte! Além de não respeitar o horário da reunião, de não nos enviar a pauta antecipadamente, ainda fere um dos artigos do regimento interno?
Odeth: Pra conhecimento de vocês nosso regimento está ultrapassado; deveria ter sido revisado há seis meses atrás mas não o fizemos porque nunca conseguimos a presença de 100% dos membros da associação, conforme prevê a convenção em caso de atualização do regimento. 
Rachel: Dona Odeth tem razão. Quando o regimento está desatualizado, perde a vigência e as decisões passam a ser tomadas pela presidência.
Odeth: Obrigada, Rachel, por refrescar a mente dessas desinformadas. 
Ianne: Bem, tou vazando. Tchauzinho pra vocês!


Odeth: Rachel, comece os preparativos para a posse. 
Elle: Confesso que pensei que não seria tão fácil; que iríamos ter mais contestação. Mas elas não estavam por dentro da questão da desatualização do regimento.
Odeth: Rachel, envie para o e-mail da primeira-dama toda a legislação e papelada necessária para ela ficar atualizada acerca das normas da associação.


Serena: Amiga, o que foi aquilo? Você achou normal o que a Odeth fez; não questionou, não contestou...
Ianne: Eu deveria...?
Serena:  Vc nunca gostou da Elle, sempre foram rivais...

Ianne: Pelo visto o curso intensivo que vc me deu hoje mais cedo não foi suficiente para eu saber como me comportar em todas as situações!
Serena: Eu já tou começando a acreditar que realmente há algo estranho com vc...
Ianne: O dia hoje foi de muita novidade pra mim. Vou pra casa.

Anne: Ianne, tem um minuto?
Ianne: (pensando) - Ai,ai,ai...Quem será essa, agora?
Anne: Precisamos nos reunir pra pensarmos em que atitude tomar diante do autoritarismo da presidente. Não podemos aceitar tamanho absurdo!

Ianne: Olha, eu tou morrendo de dor de cabeça. Me liga amanhã. Certo?
Anne: Nunca vi tamanha arbitrariedade! Vou convocar os companheiros professores para fazermos uma greve. Abaixo a ditadura!

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

A Reunião


Odeth: Já está indo à reunião...? Eu irei me demorar mais um pouco pois estou aguardando aquela pessoa de quem te falei...
Roselyn: Pra falar a verdade não estou muito a fim de ir; hoje acordei meio depressiva, mamãe.
Odeth: Você sabe muito bem qual é a razão de seu estado depressivo, e sabe como acabar com isso. Não vou me aprofundar mais uma vez nesse assunto pois não quero me aborrecer; tenho coisas importantes pra resolver hoje.


Roselyn: As coisas não são tão fáceis assim, mamãe. Já são muitos anos de convivência!
Odeth: E pelo jeito você passará muito mais anos nessa situação se não tomar uma atitude. E por falar nisso, onde está o imprestável do seu marido? Nem precisa responder porque já sei a resposta...Pra ser sincera nem sei porque pergunto! Bem, eu vou descer porque a pessoa que estou aguardando já deve estar chegando. E você vê de sai desse quarto porque isso só te faz mal!


Kimberly: A festa será semana que vem, mãe. Quando a gente vai sair pra fazer compras?
Elle: Por que vc não chama uma de suas amigas, querida? Eu ando muito ocupada com as obras assistenciais e de caridade!
Kimberly: Viver tomando chá com aquele monte de "tia" chata agora é caridade, é? Pensando bem deve ser uma caridade mesmo ficar ouvindo aquele blá-blá-blá; eu já teria virado santa! Rs


Elle: Meu bem, preciso ir porque já estou um pouco atrasada e Odeth odeia atrasos!
Kimberly: Acho que ela não vai gostar desse seu traje sem a cor laranja.
Elle: Sou a primeira-dama e tenho meus privilégios, e tou usando meus óculos Prada laranja pra compor o look. 
Kimberly: Ah, mãe, eu não tenho um vestido decente pra usar na festa e quando te chamo pra fazer compras comigo você me ignora!


Elle: Depois a gente volta a conversar sobre isso. Tchau! 
Kimberly: Talvez hoje eu vá dormir na Sanny...
Elle: Cuidado! Já falei que não gosto de te ver envolvida com aquela gente!



Amelie: Boa tarde, poderia me informar onde irá acontecer a reunião?
Mônica: Aqui mesmo, na sala da diretoria. Estou aguardando a chegada das demais membros.


Rachel: Olá Amelie, dona Odeth ligou pra informar que ira se atrasar um pouco. Você quer uma água ou café...?
Amelie: Não, obrigada. Eu quero mesmo é que esse povo chegue logo porque tenho muita coisa pra fazer em casa; preciso preparar a janta dos meninos!

Mônica: Realmente é muito chato ter que esperar...A propósito, porque não enviaram a pauta da reunião pra nosso e-mail? A gente fica perdida sem saber de que iremos tratar!
Rachel: Sentem-se um pouco pra aguardar. Creio que ela já deve estar chegando.
Amelie: Se não chegar dentro de quinze minutos, irei embora porque isso é um desrespeito. Logo ela, que vive dizendo que odeia falta de pontualidade!
Elle: Você sabe como são as crianças, não é Odeth? Sempre inventam alguma coisa pra chamar a nossa atenção quando estamos de saída..
Odeth: Eu serei breve porque o seu atraso vai acabar prejudicando a minha pontualidade; acabarei chegando atrasada à reunião.


Elle: Desde que vc ligou hoje cedo me convidando pra vir aqui que eu estou morrendo de curiosidade pra saber o que vc tem a me dizer.
Odeth: Só um minuto, querida...O que vc está fazendo aí ouvindo atrás da porta, Jérôme?!


Jérôme: O que é isso, sogrinha? Assim vc me deixa encabulado na frente da visita! Rsrsrs... Boa tarde, primeira-dama!
Elle: Olá, Jérôme, como tem passado?Nunca mais o vi no Jockey Club...Desistiu de apostar nos cavalos?
Odeth: Ora, minha querida, pra que ele vai apostar em cavalos se ele já é uma besta?Faça o favor de nos deixar a sós!

Odeth: Sim, como estava falando antes dessa criatura desagradável nos interromper, serei breve. O motivo pelo qual te chamei aqui é para comunicar que indicarei seu nome para ser a nova presidente da associação. A reunião de hoje será para isto.
Elle: Confesso que estou surpresa...Achei que sua sucessora fosse a Roselyn.
Odeth: Estou muito cansada pra administrar a escola e a associação. Resolvi me afastar da presidência da associação e indicar alguém de minha confiança. Não que minha filha não seja de minha confiança, mas ela não tem condições emocionais pra assumir uma função que exige muito equilíbrio.



Odeth: Então, o que me diz; aceita ou não?
Elle: Claro que sim. Será uma imensa honra, pois dedico a minha vida às causas sociais!
Odeth: Muito bem, então vamos andando pois tenho certeza que a tonta da minha secretária não está sabendo como contornar o meu atraso.


Amelie: Rachel, sinto informar mas eu já estou indo, pois meus filhos me esperam para o jantar.
Rachel: Aguarde só mais cinco minutos; dona Odeth já está a caminho. Já tou indo chamar o restante do pessoal, que está espalhado pela escola, pra virem pra cá,
Amelie: Não espero nem mais um segundo. Fui!

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Um rolé na vizinhança




Julianne: Não entendi porque temos que ir a essa reunião vestidas com roupas da mesma cor...
Serena: Simplesmente porque verde e laranja são as cores da associação; é uma exigência da associação. Esqueceu? Ah tá...Você tá com amnésia...Vamos logo senão vamos levar uma bronca da presidente!


Julianne: Peraí, Serena. Como vou participar de uma reunião se não conheço ninguém por aqui...? Será que você poderia me dar uma geral, tipo, me passar um relatório das pessoas que participam dessa associação?
Serena: Não temos tempo pra isso; estamos mais que atrasadas pra reunião.
Julianne: Mas você pode fazer um resumo enquanto nos encaminhamos pra lá.



Serena: Tá certo, então vamos lá. Vou te falando sobre as pessoas da associação à medida que passarmos por suas casas. Essa casa daí é da Amelie.

Ela trabalha na escola; é professora de Matemática. Amelie é uma mãe muito dedicada aos filhos, Nil, Ur e Sanny. 



Esse aqui é o condomínio NewCrest Ville. Aqui moram outras pessoas que fazem parte da associação ou tem alguma ligação com algum dos seus membros. Se você não lembra, eu também moro aqui.


Joey é analista de sistemas da prefeitura, e é cunhado do prefeito. Um claro caso de nepotismo!


Chandy é artista plástico e professor de Artes da escola. 


Rachel é secretária da escola. Além disso é uma romântica sonhadora.


Ronnie é um intelectual solitário e antissocial. É voluntário na associação.


Mônica é apenas dona de casa. É divorciada e vive da pensão do ex-marido, que dono de um restaurante aqui na cidade. Ela sempre colabora com a associação quando organizamos jantares beneficentes.

Julianne: E você...?
Serena: Não acredito; me recuso a acreditar que você não lembra nem da sua melhor amiga!!!!
Julianne: Bem, pelo menos já sei que tenho um uma melhor amiga nesse sonho...Por falar em sonho, antes de eu acordar aqui nesse mundo eu também tinha uma melhor amiga...

Serena:Vamos continuar...Aqui é a mansão da família Blanchard; a família mais rica e tradicional da cidade.

Odeth é a matriarca da família. Herdou uma grande fortuna do falecido marido, e é a diretora da escola e presidente da Associação Educacional.

Roselyn é sua única filha.Ela vive sonhando com um bebê que nunca teve.

Jérôme é o marido desocupado de Roselyn.Passa todo o tempo livre, que é todo o tempo de que dispõe, procurando uma forma de gastar o dinheiro da família com jogos.


Julianne:Realmente essa família deve ter muito dinheiro mesmo, pois se o genro da tal Odeth vive torrando dinheiro no jogo e eles ainda são os mais ricos da cidade...Haja dinheiro pra torrar em jogo! Será que eles usam o código "motherlode" pra grana não acabar?
Serena: Mod... o quê...???!!!!
Julianne: Deixa pra lá! Vamos continuar nosso rolé! Rs. E essa casa daí, de quem é?

É a casa da Annie, professora de Línguas da escola. É novata na cidade; recém chegada de Oasis Spring.


E essa cabana, de quem é? Quem mora nesse lugar tão esquisito? Quase não se enxerga a casa direito em meio a tantas árvores...

Uma pessoa igualmente esquisita: um cara chamado Jack Norris. Ouvi dizer que há uns tempos atrás foi zelador da escola, mas depois que recebeu um dinheiro vindo não se sabe de onde, deixou o emprego pra se dedicar às terras que comprou pra cultivar verduras e legumes e sua propriedade e quase não é visto andando por aí.

Julianne: E o que esse cara tem a ver com a associação?
Serena: Ele faz doações dos produtos que cultiva pra associação.


 Ali do outro lado da rua, na área comercial da cidade, fica a casa do excelentíssimo prefeito.


James Cannon e sua esposa Elle só pensam em festas e badalação. Vivem em eventos sociais e esquecem de cuidar da cidade.

  Kimberly é a filha mais velha dos Cannon; uma     patricinha mimada e sem rumo na vida.

Steve é o caçula nerd da família.


Serena: Então deu pra ter noção de quem faz parte da vizinhança de NewCrest e de alguma forma tem ligação com a associação?
Julianne: É...Dá pra ter uma ideia...Dá também pra deduzir que deve rolar muito bapho por aqui, não é não?
Serena: Ah sim, claro...! E disso vc entende muito bem...Ou vá me dizer também que vc tá esquecida que é a rainha dos babados baphônicos??!!

Julianne: Como assim...? Eu rainha de babado...?
Serena: Sim, babado e baphônico!!!!